Bem vindo ao GOAT

O Grupo de Oceanografia Tropical foi criado como resposta à demanda recente de oportunidades de pesquisa e parcerias científicas em Oceanografia nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, demanda esta que vem crescendo a partir da implantação de novos cursos de graduação/pós-graduação relacionados às ciências do mar, e da criação e consolidação de novos grupos de pesquisa na região.

O cerne do grupo é formado por pesquisadores doutores de diferentes instituições nacionais e internacionais, e em diferentes áreas de expertise, mas com um objetivo comum: incentivar o avanço do conhecimento técnico-científico do sistema integrado geosfera-hidrosfera-atmosfera-biosfera no Atlântico Tropical, com ênfase na região N e NE do Brasil.

 A atuação dos participantes do grupo nas áreas de Oceanografia e Ciências da Terra vem se consolidando a cada ano. A repercussão das atividades desenvolvidas pelo grupo é refletida nas citações destes na comunidade científica e na forma como indivíduos do grupo são chamados a participar de projetos multidisciplinares e multi-institucionais, e na elaboração de planos de desenvolvimento científico e de desenvolvimento regional, voltados para a academia ou com aplicações diretas na sociedade.

O grupo apresenta uma interação muito grande tanto com a comunidade nacional como com a internacional, através da existência de vários acordos de cooperação técnico-científica. No âmbito nacional, destacam-se os projetos financiados por agências de fomento tais como MCT/FINEP-CNPq, CAPES, FAPESB e FACEPE, bem como as colaborações científicas com a FURG, IO-USP, IAG-USP, INPE, CPTEC-INPE, UFRJ, UFES, FUNCEME. No âmbito internacional, destacam-se também as interações mantidas nos EUA com a FSU e o AOML-NOAA, na França com o IRD, LOCEAN e MERCATOR e na Alemanha com o IfM-GEOMAR, AWI e ZMT, entre outras. Dentre os vários projetos de cooperação nacional e internacional que o grupo participa, destacam-se: “Rede de Modelagem e Observações Oceanográficas” (REMO), em parceria com o Centro de Pesquisas (CENPES) da PETROBRÁS; “Pilot Research moored Array in the Tropical Atlantic” (PIRATA), em parceria com DHN-Brasil e PMEL-NOAA; e “Clima do Atlântico Tropical e Impactos sobre o Nordeste” (CATIN), em parceria com a FUNCEME.

Nos últimos anos, o grupo publicou vários trabalhos de cunho técnico-científico, envolvendo análise de dados meteo-oceanográficos e geoquímicos, transporte de sedimentos e poluentes, sensoriamento remoto aplicado à oceanografia e modelagem numérica aplicada a escoamentos geofísicos.